Planejamento urbano com uso de sistema de informação geográfica: o caso de Feira de Santana, BA

Clarissa Freitas, Viridiana Gabriel Gomes, Marcos Borges

Resumo


O artigo destaca o papel do acesso a informações que retratem com precisão as tendências da ocupação do território urbano no processo de elaboração de planos diretores municipais. Argumenta-se que, sem acesso a informações de boa qualidade, a eficiência das regulamentações territoriais fica comprometida devido à falta de conexão com a dinâmica urbana na qual se pretende intervir. O cenário de imprecisão a respeito da dinâmica urbana acaba por dificultar o cumprimento das diretrizes de inclusão sócio-espacial previstas na legislação urbana federal. No sentido de discutir esta questão, o artigo apresenta o Sistema de Informações Geográficas como uma ferramenta capaz de ampliar o conhecimento a respeito do objeto urbano, ilustrando com o caso do município de Feira de Santana, na Bahia. Em última análise, entendemos que a maior contribuição do trabalho está no estabelecimento de uma metodologia de análise espacial das informações com a finalidade de apoiar o processo de planejamento urbano.

Palavras-chave


Sistema de Informações Geográficas; Planejamento Urbano; Feira de Santana.

Texto completo:

Texto completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/uc.v10i1.1947

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2175-7461 (impresso) - ISSN 2179-488X (on-line) - e-mail: joana.bicalho@uniceub.br

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia