O não-lugar do negro retratado no romance Ponciá Vicêncio de Conceição Evaristo

Patricia Santana

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar a obra Ponciá Vicêncio de Conceição Evaristo no que tange a representação do não-lugar do negro no romance. Na obra mencionada existe uma preocupação em mostrar a verdadeira face do negro em nosso país, ou seja, uma face cheia de inferioridade e preconceito que o imaginário social criou devido à escravidão que tivemos aqui. A autora é uma espécie de porta-voz das inquietudes que assombram a mencionada etnia. Oriunda do sofrimento desse povo, Evaristo sabe demonstrar, melhor do que ninguém, a dor que sentem. Através do livro, a autora exige, assim, um melhor cuidado social para essa etnia tão rica de valores e tão valente.
Palavras-chave: Negritude. Espaço. Memória. Identidade. Evaristo.

Palavras-chave


Negritude. Espaço. Memória. Identidade. Evaristo.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pade.v1i2.1341

ISSN 1980-8887 (on-line) - e-mail: joelmarodriguess@gmail.com

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia