Colonização portuguesa, sociogênese do Brasil e as possibilidades do agir comunicativo

Gilson Ciarallo

Resumo


Neste artigo estuda-se a composição social do Brasil colonial enfatizando como aspectos da cultura portuguesa de então se estabeleceram em articulação com os demais elementos culturais que compuseram essa configuração social. Utilizando-se como marco teórico a teoria da ação comunicativa, estuda-se as possibilidades do agir comunicativo, atentando para o papel que nele exerce a sacralização do sistema colonial. Atributos do catolicismo colonial são explorados, bem como a reprodução da cosmovisão mítico-mágica. Enunciados interpretativos centrais são a correspondência da composição cultural analisada com a imagem de disjunção entre sistema e mundo vivido, a obstrução das possibilidades contidas no agir comunicativo e a inadequação do quadro histórico-desenvolvimental de Habermas para a compreensão da configuração sócio-cultural relativa à experiência colonial.

Palavras-chave


Colonização portuguesa. Catolicismo colonial. Ação comunicativa.

Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.5102/pade.v1i2.1437

ISSN 1980-8887 (on-line) - e-mail: joelmarodriguess@gmail.com

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia