O direito internacional e a proteção dos direitos de crianças e de adolescentes em conflito com a lei em Moçambique

Bernardo Fernando Sicoche

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar os mecanismos e os instrumentos de proteção da criança e do adolescente em conflito com a lei em Moçambique, à luz das leis internas e do Direito Internacional. O enfoque é propor mecanismos de apoio e de promoção da melhoria do atendimento da criança e do adolescente em conflito com a lei penal em Moçambique, no que concerne aos procedimentos socioeducativos e processuais. Primeiramente, aborda-se aspectos conceptuais, os fundamentos teóricos e jurídicos de proteção da criança e do adolescente em conflito com a lei. Em seguida faz-se uma análise dos instrumentos internacionais de proteção das crianças e dos adolescentes autores de ato infracional, alguns deles ratificados pelo governo de Moçambique. Analisa-se, também, o impacto destas normas na realidade moçambicana. Finalmente, discute-se os procedimentos adotados na justiça infantil, atualmente, com vista a proteção das crianças e adolescentes em Moçambique. Em termos metodológicos optou-se pela pesquisa bibliográfica (coleta de dados secundários – materiais analisados, relatórios, revistas, artigos, leis, estatutos, livros e folhetos). A conclusão, que se chega nesse estudo, é de que existem vários instrumentos internacionais e nacionais que visam à proteção de crianças e adolescentes em conflito com a lei. Contudo, a inobservância dessas leis pelos agentes encarreguem para velar sobre a justiça infantil, devido, por um lado, o desconhecimento desta matéria, por outro, devido a falta de coordenação e cooperação no âmbito da execução dos procedimentos tendentes a proteção dos menores visados; a falta de alternativas de detenção para menores ofensores; e a falta de acesso à justiça juvenil. A formação e a capacitação jurídica em matéria do direito da criança e do adolescente, aos agentes ligados ao setor da justiça de menores podem contribuir para uma maior observância e respeito pelas normas nacionais e internacionais sobre os direitos da criança e a respectiva justiça infantil.

Palavras-chave: Criança e Adolescente em conflito com a lei. Direitos da Criança e do Adolescente. Direito Internacional. Justiça de menores.

Palavras-chave


Adolescentes em conflito com a lei. Direitos da Criança e do Adolescente. Direito Internacional. Justiça Juvenil.

Texto completo:

PDF

Referências


AMNISTIA INTERNACIONAL. Aprisionando os meus direitos prisão e detenção arbitrária e tratamento dos reclusos em Moçambique. Maputo: Amnesty International, nov. de 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2016.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Tradução de Dora Flaksman. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

ASSEMBLÉIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS. Re¬gras das Nações Unidas para a proteção dos menores privados de liberdade. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2014.682

ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS. Regras mínimas das Nações Unidas para a administração da justiça de menores (Regras de Beijing). 1985. Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2016.

BALEIRA, Sérgio (Coord.). Relatório preliminar da pesquisa sobre “A Criança em Conflito com a Lei”. Moçambique: [S.n], abr.de 2003. Consultoria com Save The Children Norway.

BITENCOURT, Cezar Roberto. Código Penal comentado. São Paulo: Saraiva, 2002.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente. 7. ed. Brasília: Câmara dos Deputados, 2010.

COUTO, Isabel Luís do. O problema da idade da imputabilidade penal. 2012. 56 f. Tese (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação do Centro Regional do Porto, Escola de Direito, Universidade Católica Portuguesa, Porto, 2012.

EISENSTEEIN, Evelyn. Adolescência: definição, con¬ceitos e critérios. Adolescência & Saúde, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 1-6, jun. 2005.

EM conflito com a lei: Ilegalidades dificultam regeneração de crianças. Noticias on-line, Maputo, 28 mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2016.

FROTA, Ana Maria Monte Coelho. Diferenças con¬cepções da infância e adolescência: a importância da historicidade para sua construção. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p. 147-160, abr. 2007.

FUMO, Joaquim; JOSÉ, André Cristiano; SAMO, Saturnino. Estudo diagnóstico da justiça de menores. Maputo: CEIDIMA, 2012.

FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA. Declaração Universal dos Direitos das Crianças. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2014.

FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA. Proteção da criança. Moçambique: UNICEF, 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2014.

HABIAGZANG, Luísa Fernanda; CAMINHA, Rena¬to Maiato. Abuso sexual contra crianças e adolescentes: conceituação e intervenção clínica. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

ISSÀ, Abdul Carimo Mahomed. Lei de base de proteção da criança, lei da organização jurisdicional de menores e lei sobre o tráfico de pessoas. Maputo: Central Impressora e Editora de Maputo, 2008.

JACOBINA, Olga Maria Pimentel; COSTA, Liana Fortunato. Para não ser bandido: trabalho e adolescentes em conflito com a lei. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 95-110, 2007.

MANGUE, Reginaldo. Milhares de crianças estão em conflito com a lei no país. Jornal@Verdade, Moçambique, 27 mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2014.

MARQUES, José Frederico. Tratado de direito penal. Campinas: Bookseller, 1997.

MCCORD, Joan. Forjar criminosos na família. In: FONSECA, António Castro. Comportamento anti-social e família: uma abordagem científica. Coimbra: Almedina, 2002. p. 15-36.

MOÇAMBIQUE. Código de Processo Penal. Maputo: Ministério da Justiça, 1993.

MOÇAMBIQUE. Constituição (2004). Constituição da República de Moçambique. Maputo: Imprensa Nacional, 2004.

MOÇAMBIQUE. Lei n. 7, de 09 de julho de 2008. Lei de Promoção e Proteção do Direito da Criança. Coletânea de legislação nacional de protecção da criança. Maputo: Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, 2009.

MOÇAMBIQUE. Lei n. 8, de 15 de junho de 2008. Lei da Organização Tutelar de Menores. Coletânea de legislação nacional de protecção da criança. Maputo: Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, 2009.

MOÇAMBIQUE. Resolução nº 32, de 21 de setembro de 2006. Boletim da República, maputo, n. 38, 1ª Série, set. 2006. Suplemento.

NAPLAVA, Thomas; OBERWITTLER, Dietrich. Fa¬tores familiares e delinquência juvenil: resultados da investigação sociológica na Alemanha. In: FONSECA, 683

António Castro. Comportamento anti-social e família. Coim¬bra: Almedina, 2002. p. 157-180.

NOVE crianças detidas por roubo na via pública em Maputo. Jornal@Verdade, Moçambique, 18 nov. 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2015.

ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE AFRICA¬NA. Carta Africana dos Direitos Humanos e dos Povos, (1981). Disponível em: . Acesso em: 22 mar. 2012.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. A Con¬venção sobre os Direitos da Criança: adoptada pela Assem¬bleia Geral nas Nações Unidas em 20 de novembro de 1989 e ratificada por Portugal em 21 de setembro de 1990. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Diretrizes das Nações Unidas para Prevenção da Delinquência Juvenil, Diretrizes de Riad. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos (1966). Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2012.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Pacto Internacional sobre os Direitos Econômicos, Sociais e Culturais. 1966. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2012.

ORGANIZAÇÃO DE UNIDADE AFRICANA. Carta Africana dos Direitos e Bem-Estar da Criança. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2014.

PEREIRA, Tânia da Silva. A Convenção e o Estatuto: um ideal comum de proteção ao ser humano em vias de desenvolvimento. In: ______ (Coord.). Estatuto da Criança e do Adolescente: Lei 8.069/90: “estudos sócio-jurídicos”. Rio de Janeiro: Renovar, 1992. p. 67-115.

PERES, Maria Fernanda Tourinho; NERY FILHO, Antônio. A doença mental no direito penal brasileiro: inimputabilidade, irresponsabilidade, periculosidade e medida de segurança. História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 335-355, maio/ago. 2002.

RELATÓRIO dos direitos humanos: Moçambique de 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 maio 2014.

TRINDADE, Jorge. Delinquência juvenil: competência transdisciplinar. 3. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2002.

VERONESE, Josiane Rose Petry. Humanismo e infância: a superação do paradigma da negação do sujeito. In: MEZ¬ZAROBA, Orides (Org.) Humanismo latino e estado no Brasil. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2003. p. 421-452.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v12i2.3565

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia