A responsabilidade internacional do Brasil em face do controle de convencionalidade em sede de direitos humanos: conflito de interpretação entre a jurisdição da Corte Interamericana de Direitos Humanos e o Supremo Tribunal Federal quanto a Lei de anistia.

Carla Ribeiro Volpini Silva, Bruno Wanderley Junior

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar o conflito entre a jurisdição da Corte Interamericana de Direitos Humanos e o Supremo Tribunal Federal brasileiro acerca da Lei de Anistia, através de um breve relato da conjuntura histórica no momento de criação da Lei da Anistia; da sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos no caso Gomes Lund e outros; e da decisão do Supremo Tribunal Federal no sentido da constitucionalidade da lei de anistia. Analisou-se também, o controle de convencionalidade das leis, para, ao final, concluir que a ações nas esferas internacional e nacional devem ser coordenadas, para a aplicação dos direitos humanos, evitando conflitos de interpretação e proporcionando uma resposta coerente e efetiva para as pessoas vitimadas por violações desses direitos, principalmente quando esse fato foi fruto da ação direta de agentes do próprio Estado.

Palavras-chave


Anistia, Corte Interamericana de Direitos Humanos, Controle de convencionalidade das leis

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Eneá S.; TORELLY, Marcelo. Justiça de transição, estado de direito e democracia constitucional: estudo preliminar sobre o papel dos direitos decor¬rentes da transição política para a efetivação do estado democrático de direito. Sistema Penal e Violência, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 36-52, jul./dez. 2010.

BIDNIUK, Gabriela da Rosa. Justiça de transição no Brasil. Âmbito Jurídico, Rio Grande, v. 15, n. 97, fev. 2012. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2016.

BRASIL. Comissão da Anistia. Jurisprudência da Corte In¬teramericana de Direitos Humanos. Tradução da Corte In¬teramericana de Direitos Humanos. Brasília: Ministério da Justiça, 2014.

BRASIL. Comissão da Verdade. A CNV. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

BRASIL. Comissão da Verdade. Equipe. Disponível em:

cao/equipe.html>. Acesso em: 20 out. 2015.

BRASIL. Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos. Direito à Memória e à Verdade. Brasília: CEMDP, 2007.

BRASIL. Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Disponivel em: . Acesso em: 09 fev. 2016.

BRASIL. Lei no 6.683, de 28 de agosto de 1979. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2016.

BRASIL. Ministério da Justiça. Jurisprudência da Corte Interamericana de direitos humanos: direito à vida, anistias e direito á verdade. Disponível em: Acesso em: 11 dez. 2015.

BRASIL. Procuradoria Geral da República. PGR defende não aplicação de parte da Lei da Anistia. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

BRASIL. Secretaria de Direitos Humanos. Momentos da ditadura.

Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Arguição de De¬scumprimento de Preceito Fundamental. ADPF 153 DF. Tribunal Pleno. Arguente: Conselho Federal da Ordem dos Advogados. Arguido: Congresso Nacional. Relator: Min. Eros Grau. Brasília, 29 de abril de 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.

CALDAS, Roberto de Figueiredo. O Controle de Consti¬tucionalidade de o Controle de Convencionalidade no Brasil. In: ANUARIO DE DERECHO CONSTITUCIONAL LATINOAMERICANO, Bogotá, v. 29, p. 393-415, 2013.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HU¬MANOS. Caso “A Última Tentação de Cristo – (Olmedo Bustos e outros vs Chile). Sentencia de 5 de febrero de 2001 (Fondo, Reparaciones y Costas). Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Caso Barrios Altos vs. Peru. Presidente: Juiz Antônio Augusto Cançado Trindade. San José, 30 de novembro de 2001. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HU¬MANOS. Caso de la “Masacre De Mapiripán” vs. Colômbia. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Caso Gelman vs. Uruguay. Sentencia de 24 de febrero de 2011.(Fondo y Reparaciones). Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HU¬MANOS. Caso Gomes Lund e Outros (“Guerrilha do Ara¬guaia”) vs. Brasil. Presidente: Juiz Diego García- Sayán. San José, 24 de novembro de 2010. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Caso Gomes Lund y otros (“Guerrilha do Araguaia”) vs. Brasil. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HU¬MANOS. Caso Gudiel Álvarez y otros (“Diario Militar”) vs. Guatemala. Sentencia de 20 de noviembre de 2012 (Fon¬do, Reparaciones y Costas). Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HU¬MANOS. Caso La Cantuta vs. Perú. Sentencia de 29 de no¬viembre de 2006 (Fondo, Reparaciones y Costas) Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Caso Masacres de el Mozote y Lugares Aledaños vs. El Salvador. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2015.

CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS. Caso Velásquez Rodríguez vs. Honduras. Presi¬dente: Juiz Rafael Nieto Navia. San José, 27 de julho de 1988. Disponível em: . Acesso em: 08 dez. 2015.

COSTA, Homero de Oliveira. Incursões na história das Anistias políticas no Brasil. Coletivo Catarinense: Memória, Verdade e Justiça, 25 jul. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

FICO, Carlos. A negociação parlamentar da anistia de 1979 e o chamado “perdão aos torturadores”. Revista Anistia Política e Justiça de Transição, Brasília, n. 4, p. 318– 333, jul./dez., 2010.

FRANCE. Conseil constitutionnel. Décision n° 74-54 DC dujanvier 1975. Disponible à l’adresse: . Consulté le: 06 Février 2016.

GOMEZ, José Maria. Globalização dos direitos humanos, legado das ditaduras militares no Cone Sul latino-americano e justiça transicional. Revista Direito, Estado e Sociedade, Rio de Janeiro, n. 33, p. 85-130, jul./dez. 2008.

HAYASHI, Andrei T. Direitos humanos e controle de convencionalidade: as justiças de transição e as leis de anistia no continente sul-americano. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2014.

MAFFEI, Vinicius Setubal. ADPF 153: a lei de ani¬stia ante o Supremo Tribunal Federal. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2015.

MARTIN, Francisco Forrest et al. International human rights e humanitarian law: treaties, cases and analysis. Cam¬bridge: Cambridge University, 2006.

MAZZUOLI, Valério de Oliveira. O controle jurisdicional de convencionalidade das leis. 2. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

MEYER, Emilio Peluso Neder. Responsabilização por graves violações de direitos humanos na ditadura de 1964-1985: a necessária superação da decisão do Supremo Tribunal Federal na ADPF n° 153/DF pelo Direito Internacional dos Direitos Humanos. 2012. 303 f. Tese (Doutora-do) – Programa de Pós-Graduação em Direito, Faculdade de Direito, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

MEZAROBBA, Glenda. Um acerto de contas com o futuro anistia e suas consequências: um estudo do caso brasileiro. 2003. 206 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Ciência Politica, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

MONTEIRO, Adalberto. Guerrilha do Araguaia: uma epopeia pela liberdade. São Paulo: A. Garibaldi, 2005.

MOTTA, Marly. Dentro da névoa autoritária acendemos a fogueira...: a OAB na redemocratização brasileira (1974-80). Revista Culturas Jurídicas, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 1-29, jan./jun. 2008.

NORONHA, Edgard Magalhães. Direito penal. 38. ed. São Paulo: Saraiva, 2004. v. 1.

PEDIDO de revisão da Lei da Anistia chega ao STF. Jornal Brasil 247, 16 maio 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 out. 2015.

PIOVESAN, Flavia. Direito internacional dos direitos humanos e a lei de anistia: o caso brasileiro. Revista da Faculdade de Direito da FMP, Porto Alegre, n. 4, 2007.

REZENDE, Maria José de. A ditadura militar no Brasil: repressão e pretensão de legitimidade, 1964-1984. Lon¬drina: Eduel, 2013.

SAGUÉS, Nestor P. El control de convencionalidad em el sistema interamericano, y sus anticipos em elámbito de losderechos económico-sociales: concordâncias e diferencias com el sistema euro¬peo. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2015.

SANTOS, Roberto Lima. Crimes da ditadura militar: respon¬sabilidade internacional do estado brasileiro por violação aos direitos humanos. Porto Alegre: N. Fabris, 2010.

SCHWABE, Jürgen. Cinqüenta anos da jurisprudência do Tribunal Constitucional Alemão. Montevidéu: Fundação Konrad-Adenauer, 2005.

SWENSSON JUNIOR, Lauro Joppert. Anistia penal: problemas de validade da lei de anistia brasileira (lei 6.683/79). Curitiba: Juruá, 2007. 629

TAVARES, André Ramos; ANGRA, Walber de Mou¬ra. Justiça reparadora no Brasil. In: SOARES, Inês Virgínia Prado; KISHI, Sandra Akemi Shimada (Co¬ord.). Memória e verdade: a justiça de transição no estado democrático brasileiro. Belo Horizonte: Fórum, 2009. p. 69-91.

VARGAS, Mariluci Cardoso. O movimento feminino pela anistia como partida para a redemocratização brasi¬leira. In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 9., Porto Alegre, 2008. Vestígios do Passado: história e suas fontes. Porto Alegre: ANPUHS, 2008. Disponivel em: . Acesso em: 09 fev. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5102/rdi.v12i2.3699

ISSN 2236-997X (impresso) - ISSN 2237-1036 (on-line)

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia